gi

Festas e Tradições Académicas:

Festas e Tradições Académicas:

Uma das marcas da Academia de Coimbra é o uso da Capa e Batina pelos estudantes da Universidade, que procura evocar a ideia de pertença a um grupo mas também estabelece uma igualdade entre todos os seus elementos, independentemente da sua condição social. 

Uma das marcas da Academia de Coimbra é o uso da Capa e Batina pelos estudantes da Universidade, que procura evocar a ideia de pertença a um grupo mas também estabelece uma igualdade entre todos os seus elementos, independentemente da sua condição        social. Pode ser usado ao longo de todo o ano letivo mas é durante as festas académicas que os estudantes mais o usam, nomeadamente aquando da Festa da Latas e da Queima das Fitas, das maiores festas académicas do país. A Praxe é outra das tradições da      Academia de Coimbra: trata-se de um conjunto de regras de conduta, de aceitação opcional e individual que visa regular a relação entre estudantes. Outro aspeto singular da cidade e da Academia de Coimbra são as Repúblicas por onde passaram muitas das elites letradas do país, que mais tarde chegaram a ocupar cargos políticos, médicos, estadistas e intelectuais de destaque. Estes espaços míticos da vida académica, que respiram tradição, funcionaram quase sempre como uma extensão da Universidade, mas ao mesmo tempo com uma ligação à cidade, para lá dos muros da Academia. As Repúblicas, os cafés e as tabernas de Coimbra são espaços de reunião e de convívio entre académicos e futricas (não estudantes) que se reúnem em animadas tertúlias, para discutir política, literatura ou simplesmente conviver e onde, não raras vezes, se acaba por cantar o fado.

Pesquisa avançada

Login

Error

Your browser is out-of-date!

Update your browser to view this website correctly. Update my browser now.

×